quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

sábado, 18 de novembro de 2017

Meus amigos de infância

São aqueles momentos raros em que conseguimos reunir nossos amigos de infância em um churrasco.

REVISTA & CONSPIRAÇÃO: https://www.youtube.com/playlist?list=PLv4_Vf6VOoRvlztqqqioh_wQZyENeEjuh

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Existe uma cidade enterrada no Egito

LORDS

domingo, 16 de julho de 2017

A REFORMA TRABALHISTA NÃO VAI GERAR MAIS EMPREGOS








Não vamos morrer trabalhando antes de nos aposentarmos para pagar uma dívida de R$ 926 bilhões que as Empresas privadas além de Estados e Municípios devem a Previdência Social segundo as informações da Procuradoria Geral da Fazenda Nacional que é responsável por cobrar estas dívidas e o valor é quase o triplo do suposto e provavelmente falso deficit no INSS de 2016, que foi de cerca de R$ 149 bilhões.
Essa dívida vem sendo formada desde a década de 1960 e que alguns casos envolvem fraudes.
Entre os maiores devedores da Previdência, há empresas que já fecharam, como as antigas companhias aéreas Varig e Vasp e a TV Manchete. Somente essas empresas devem ao INSS cerca de R$ 5,5 bilhões.
Grandes empresas também constam entre os devedores e também Governos de Estado de todas regiões do país e prefeituras de várias cidades também devem centenas de milhões de reais para a Previdência.

A maioria dos Deputados que votaram a favor da Reforma Trabalhista são empresários também e defendem os interesses da classe deles sem ouvir a classe trabalhadora o que é um absurdo. parece que são mais de 200 deputados que são donos de empresas ou sócios e outros tem em nome de terceiros e o resto foi eleito com verba para a campanha política de empresários e muitos ruralistas cheios de empregados.


A idade minima de 65 anos, tempo de contribuição e os novos cálculos são mudanças inaceitáveis para todas as categorias de trabalhadores porque a grande maioria não vai conseguir e a maioria com certeza vai morrer antes de se aposentar e os poucos que conseguirem vão ter poucos anos para descansar depois de uma vida inteira trabalhando a pagando impostos. 
1. Demissões coletivas . Agora os empregadores podem demitir todo mundo da sua empresa e contratar outras pessoas por menores salários e menores benefícios sem nenhuma multa.
2. Trabalho temporário, pra sempre . O patrão vai poder te contratar por hora durante toda a sua vida. Sem garantias. Por exemplo: bares, restaurantes, indústrias poderão te chamar para trabalhar temporariamente quando quiserem e você não terá seu emprego e salário fixos garantidos.
3. Hora-extra . A CLT prevê jornada de trabalho de no máximo 8 horas por dia. Agora, ao invés de pagar horas extras para o trabalhador que ficar mais tempo trabalhando, o empregador vai contratar uma jornada de trabalho maior. Diminui o salário do empregado no final do mês.
4. Meia-hora de almoço . Antes era obrigatório almoço de uma hora. Mas para este governo apenas meia-hora é suficiente.
5. Suas roupas também entraram na reforma . A partir de hoje o patrão vai poder dizer até como você tem que se vestir. Mesmo aqueles uniformes que te exponham ao ridículo estão liberados. E não importa que faça frio ou calor, a roupa é a que os patrões escolherem.
6. Fim do transporte de empregados . As empresas não precisarão mais pagar pelas suas horas de deslocamento. Quem mora mais longe é o mais prejudicado. Vai perder tempo e dinheiro.
7. Mexeram nas suas férias . Agora os patrões podem parcelar livremente suas férias em até 3 vezes, como for melhor pra eles.
8. Se você é terceirizado , preste atenção: a empresa que contratou a terceirização (às vezes é o governo ou outra empresa bem maior) não vai mais ter responsabilidade nenhuma sobre sua indenização se você for demitido. Se você não receber os seus direitos, já era.
9. E se você tem carteira assinada e está há muitos anos na empresa? Saiba que agora a empresa vai poder te demitir e demitir todos os teus colegas para contratar terceirizados, mais baratos pros patrões, sem direitos, sem carteira assinada.
10. A crueldade chega até às grávidas : quem decide aonde as grávidas (e as lactantes) trabalham é o médico da empresa. Ou seja, mesmo que ela esteja em um local insalubre para ela e o bebê, quem decide agora o lugar de trabalho é teu patrão.
E a quem você vai poder reclamar?
11. Não tem mais Comissão de Conciliação Prévia . O que o patrão negociar com você vai valer mais do que a Lei. Vale o que o patrão mandou e a regra que você assinou quando conseguiu o emprego.
12. Rescisão . Não vai ser mais obrigatório o sindicato assinar a tua rescisão. Eles podem agora fazer a rescisão do jeito que eles quiserem. Você ficou não mão dos patrões.
13. Golpe na Justiça do Trabalho . A justiça do trabalho não é mais gratuita. Você vai ter que pagar honorário até do perito. E se não tiver dinheiro, fica sem poder reclamar.




O MBL FOI CRIADO E FINANCIADO PELOS POLÍTICOS QUE DERAM O GOLPE DE ESTADO EM 2014







Seria tolo supor que manifestantes ou eleitores são pagos em massa, mas faz diferença permitir a um punhado de jovens politicamente ambiciosos dedicar-se em tempo integral a uma agenda, assim como o patrocínio de veículos e jornalistas simpáticos às suas causas.
Embora o petróleo esteja na raiz das fortunas dos Koch e motive sua campanha contra ambientalistas e climatologistas que alertam sobre o aquecimento global, não é obrigatório supor que seu principal interesse no Brasil seja a privatização da Petrobras.

Seus negócios são bem mais amplos e o “Estado mínimo”, com a eliminação de quaisquer políticas sociais e restrições à exploração capitalista, é para eles e seus aliados um fim em si. O importante é estar consciente de suas conexões e do que implicam. Não é apenas por um impeachment é por uma Reforma Trabalhista que não vai gerar empregos de Carteira Assinada e vai sim facilitar as demissões é também por uma Reforma da Previdência que vai condenar os trabalhadores brasileiros a morrerem antes de conseguirem se aposentar.


www.publico.pt/.../irmaos-koch-os-banqueiros-da-direita-radical-nos-eua.


altamiroborges.blogspot.com/.../tentaculos-bilionarios-dos-irmaos-koch....


www.revistaforum.com.br/.../quem-esta-por-tras-do-protesto-pro-impeac..

www.institutojoaogoulart.org.br/noticia.php?id=10841



http://www.cartacapital.com.br/politica/quem-sao-os-irmaos-koch-2894.html

sábado, 15 de julho de 2017

DELAÇÃO PREMIADA NÃO SERVE COMO PROVA PARA FIM DE CONDENAÇÃO

Isoladamente a delação premiada não constitui prova suficiente para a condenação do réu. Isso é texto expresso da lei 12.850/13, art. 4º, § 16, que diz: “Nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador”.

A delação premiada, como se vê, por força da lei, é prova, porém, meramente indiciária, porque se não corroborada por outras provas seguras (que estejam além da dúvida razoável), não vale nada para o fim da condenação (nem sequer do próprio réu, que para colaborar deve confessar participação no delito). Essa é a regra da corroboração.


sexta-feira, 14 de julho de 2017

EU APOIO O EX PRESIDENTE LULA PARA AS ELEIÇÕES DE 2018 OU ANTES SE DEUS QUISER

terça-feira, 27 de junho de 2017

O PRESIDENTE GOLPISTA DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL FOI DENUNCIADO POR CRIME DE CORRUPÇÃO PASSIVA PELA PROCURADORIA GERAL DA REPÚBLICA "VEJAM AS PROVAS CONTRA ELE"






O Presidente golpista Michel Temer tornou-se o primeiro presidente oficialmente denunciado por corrupção na história do Brasil. A denúncia foi apresentada no início da noite pela Procuradoria-Geral da República (PGR) ao Supremo Tribunal Federal (STF). Em sua acusação, o procurador-geral, Rodrigo Janot, pediu ainda que Temer seja condenado a devolver R$ 10 milhões aos cofres públicos


Vou lembrar de novo aqui que a vice-procuradora da República Ela Wiecko que renunciou após dizer, em entrevista à Veja, que o interino Michel Temer (PMDB) está sendo delatado na Lava Jato e, por isso, ela não vê com bons olhos que o peemedebista assuma a cadeira conquistada por Dilma Rousseff na eleição de 2014.




A Procuradoria-geral da República acusou o presidente Michel Temer de tentar deter, juntamente com o senador suspenso Aécio Neves, o avanço da operação "Lava Jato" sobre o esquema de propinas na Petrobras, em denúncia enviada ao Supremo Tribunal Federal. Temer teria agido em coordenação com Aécio Neves, candidato presidencial em 2014, que foi suspenso tanto de seu mandato no Senado como da presidência do PSDB. "Verifica-se que Aécio Neves, em articulação, dentre outros, com o presidente Michel Temer, tem buscado impedir que as investigações da Lava Jato avancem, seja por meio de medidas legislativas, seja por meio do controle de indicação de delegados de polícia que conduzirão os inquéritos" Leiam na íntegra da transcrição da conversa:




A transcrição do diálogo mostra que Temer questiona Joesley sobre Eduardo Cunha. Ainda revela que o presidente alertou sobre obstrução à Justiça.

No encontro, Joesley disse a Temer que não podia encontrar com o ex-ministro Geddel Vieira Lima, próximo a Temer, porque ele passou a ser investigado.

Temer alerta que poderia "parecer obstrução de Justiça" e a situação era "perigosíssima".

Na sequência, Joesley fala que está "de bem com o Eduardo", que seria, segundo os investigadores, o ex-deputado Eduardo Cunha. Temer responde, então, "tem que manter isso, viu?", e ouviu Joesley dizer: "todo mês". A frase havia sido interpretada pelo perito Ricardo Molina, contratado pela defesa de Temer, como "todo meio". O relatório da PF mostra que o presidente questionou Joesley em seguida: "O Eduardo também, né?" E o empresário confirmou: "Também".

Joesley: Como é que tá, como é que o senhor tá nessa situação toda aí, Eduardo, num sei o quê, Lava-Jato...

Temer: O Eduardo resolveu me fustigar, né? Você viu que...

Joesley: Eu não sei. Como é que tá essa relação?

Temer: Não, tá... Ele veio (ininteligível)... Tem nada a ver com a defesa (ininteligível). Moro indeferiu vinte e uma perguntas dele que não tinha nada a ver com a defesa dele.

Joesley: Hum, pois é.

Temer: Era pra me entrudar. Eu não fiz nada. E no Supremo Tribunal Federal (ininteligível)

Joesley: Eu queria falar assim, como tá aqui na (ininteligível). Fiz o máximo que deu ali, zerei tudo. O que tinha de alguma pendencia daqui pra ali zerou, tal...

Temer: (Ininteligível) tudo.

Joesley: (Ininteligível) Liquidou tudo e ele foi firme em cima, ele já tava la, veio, cobrou, tal, tal, tal, eu, (ininteligível) pronto. Acelerei o passo e...

Temer: É...

Joesley: Tirei da frente. O outro menino, companheiro dele que tá aqui, né?

Temer: (lninteligivel).

Joesley: Que... Que tá aí, que o Geddel sempre tava...

Temer: O Lúcio tá aí?

Joesley: (lninteligível) Não, não (ininteligível)

Temer: (Ininteligivel).

Joesley: Isso, isso ...

Temer: (Ininteligivel).

Joesley: Geddel é que andava sempre ali.

Temer: (Ininteligivel)

Joesley: Mas com o Geddel tam bém com esse negócio eu perdi o contato porque ele virou investigado. Agora eu não posso também...

Temer: É complicado, é complicado.

Joesley: Eu não posso encontrar ele.

Temer: É porque (inaudível) parecer obstrução de Justiça, viu?

Joesley: Isso, isso, isso, isso.

Temer: Perigosíssima essa situação.

Joesley: Negócio dos vazamento (sic)...

Joesley: O telefone lá do Eduardo, com Geddel, volta e meia citava alguma coisa meio tangenciando a nós, a não sei o quê... Eu tô lá me defendendo. Como é que eu ... O que que eu mais ou menos dei conta de fazer até agora. Eu tô... Tô de bem com o Eduardo.

Temer: Muito bem.

Joesley: É...

Temer: Tem que manter isso, viu? (ininteligível)

Joesley: (ininteligível) Todo mês...

Temer: O Eduardo também, né?

Joesley: Também.

Temer: É...

Joesley: Eu tô segurando as pontas, tô indo.

Joesley: É.

Loures como intermediário

Na transcrição do áudio periciado, o presidente também confirma a Joesley o papel do ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, assessor especial do presidente e preso na carceragem da PF, como intermediário entre governo e grupo J&F.

Na conversa, Joesley questiona Temer sobre qual seria a melhor forma de entrar em contato come ele. O empresário pergunta: "É o Rodrigo"?, e Temer confirma.

Num momento da conversa, o presidente diz "pode passar por meio dele, viu?" e acrescenta que Rocha Loures é de sua "estrita confiança". Após a conversa, o então deputado federal foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil.

Joesley: Pra mim falar contigo qual é a melhor maneira ... porque eu vinha falando através do Geddel, através ...

Michel Temer: (lninteligível, fala sobreposta).

Joesley: Eu não vou lhe incomodar, evidente, se não for algo assim...

Michel Temer: (lninteligível) as pessoas ficam...

(Descontinuidade 116 em 00: 16: I 0.240).

Michel Temer: Sabe como é que é...

Joesley: Eu sei disso, por isso é que ...

Michel Temer: (lninteligível) um pouco.

(Descontinuidade 117 em 00:16:13.939).

Joesley: É o Rodrigo?

Michel Temer: O Rodrigo.

(Ruído tipico de atrito do dispositivo de captação de áudio decorrentes de movimentação).

Joesley: Ah, então ótimo.

(Descontinuidade 118 em 00:16:17.256).

Michel Temer: (lninteligível)

(Descontinuidade 119 em 00:16:18.404).

Michel Temer: (lninteligivel) pode passar por meio dele, viu?

Joesley: (lninteligível).

(Descontinuidade 120 em 00:16:20.634).

Michel Temer: Da minha mais estrita confiança.

Joesley: Tá.



Depois de confessar que não conseguiu ficar morando no Palácio da Alvorada, Temer elogiou a forma física do dono da JBS.

— (...) Mas você tá bem de corpo, não é Joesley?

— Tô bem. Deixa eu pegar (ininteligível).

Joesley explica ao curioso presidente que está fazendo reeducação alimentar.

— Emagreci, to bem.

— Você emagreceu — confirma Temer.

— Emagreci.

— Preciso fazer isso — completa o presidente.

— É. Eu ... eu to me alimentando bem. Comendo mais saudável. Mas não é comendo pouco não. Tô comendo bastante. Mas, coisa mais saudável.

— Entendi — comenta Temer.

— Menos, menos doce. Menos industrializado — explica Joesley

O presidente pergunta se ele está sendo orientado por nutricionista e Joesley confirma.

Pouco antes de falarem sobre dieta saudável, Temer e Joesley falam sobre a fracassada tentativa do presidente de morar no Alvorada. Temer confessa que lá teve dificuldade de dormir. O mesmo ocorreu com sua esposa Marcela. Para a PF, Temer chega a comentar que teria fantasma lá.

— Eu fiquei uma semana lá, aquilo é um horror — admite Temer.

A transcrição da gravação incluída no relatório final da Polícia Federal no inquérito que investigou o presidente Temer mostra ainda que a entrada de Joesley no Jaburu foi feita sem registro. O empresário relata isso ao presidente que concorda com o método extra-oficial de entrada na residência oficial.

— Eu passei a placa do carro — conta Joesley, referindo-se a ter informado por telefone a identificação de seu veículo para o ex-deputado Rocha Loures.

— Eu sei, sei — diz Temer

— ... fui chegando, eles abriram, nem dei meu nome. (...) eles viram a placa do carro, abriram, eu entrei, entrei aqui na garagem.

— É o melhor — comentou Temer.

VEJAM NA INTEGRA O DOCUMENTO APRESENTADO PELO PGR AO STF