segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

CARMEM LÚCIA RETIRE O SIGILO E TORNE PÚBLICAS AS DELAÇÕES






A presidente do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia  homologou as 77 delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht que citam 43 vezes o Presidente Michel Temer além da maioria dos seus Ministros, o material será encaminhado para a Procuradoria Geral da República, que vai analisar os documentos para decidir sobre quais pontos irá pedir investigação.

FAÇAM PARECER UM ACIDENTE acham que somos idiotas? um piloto relatar chuva é absolutamente normal e corriqueiro durante a sua rotina de trabalho mas um piloto com mais de 30 anos de experiência sofrer um acidente aéreo fatal transportando o um Ministro do STF que homologaria delações que poderiam derrubar o Presidente da República não é normal. 

O FBI respondeu a pedido da Procuradoria Geral da República que, mesmo com toda a tecnologia, precisaria de mais de um século para superar as sofisticadas camadas de proteção de servidores da empreiteira então imaginem quantos séculos o FBI levaria para analisar uma sabotagem sofisticada em uma aeronave que transportava um Juiz que poderia derrubar um Presidente da República.   


Veja a transcrição do áudio:

MACHADO - Um caminho é buscar alguém que tem ligação com o Teori [Zavascki, relator da Lava Jato], mas parece que não tem ninguém.

JUCÁ - Não tem. É um cara fechado, foi ela [Dilma] que botou, um cara... Burocrata da... Ex-ministro do STJ [Superior Tribunal de Justiça].

Fim da conversa no bate-papo.



REPETINDO

A probabilidade de um avião cair é de 1/2.000.000.
A probabilidade de um avião com dois motores cair é ainda menor.

A probabilidade de isso acontecer com um ministro do STF nas vésperas de homologação da delação da Odebrecht é quase impossível de ser calculada.

Não foi acidente e coincidências não existem derrubaram o avião do Ministro Teori alguns dias antes dele homologar delações da Odebrecht e Camargo Correa, que atingiriam segundo a imprensa personalidades do PSDB e Judiciário.



A lei que regula esse assunto é a lei 4.553/02, que estabelece quatro graus de sigilo:

Ultrassecreto: informações referentes à soberania e à integridade territorial nacionais, a planos e operações militares, às relações internacionais do país, a projetos de pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico de interesse da defesa nacional e a programas econômicos, cujo conhecimento não-autorizado possa acarretar dano excepcionalmente grave à segurança da sociedade e do Estado. Prazo máximo: 30 anos, prorrogáveis.


Secreto: informações referentes a sistemas, instalações, programas, projetos, planos ou operações de interesse da defesa nacional, a assuntos diplomáticos e de inteligência e a planos ou detalhes, programas ou instalações estratégicos, cujo conhecimento não-autorizado possa acarretar dano grave à segurança da sociedade e do Estado. Prazo máximo: 20 anos.


Confidencial: informações que, no interesse do Poder Executivo e das partes, devam ser de conhecimento restrito e cuja revelação não-autorizada possa frustrar seus objetivos ou acarretar dano à segurança da sociedade e do Estado. Prazo máximo: 10 anos.

Reservado: informações cuja revelação não-autorizada possa comprometer planos, operações ou objetivos neles previstos ou referidos. Prazo máximo: 5 anos.    


sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

EU APOIO LULA E SOU CONTRA O GOLPE DE ESTADO NO BRASIL (QUEREMOS A DEMOCRACIA DE VOLTA)











O Ex Presidente Lula salvou a vida de centenas de milhares de crianças que inevitavelmente morreriam de fome principalmente no norte e nordeste do Brasil onde existe pouca oferta de trabalho e renda, e se o governo neo liberal continuasse no poder o Brasil hoje estaria no mapa da fome no mundo e a imprensa controlada por eles não mostrariam estes fatos em seus Jornais e Redes de Televisão.   

Lawfare em português, 'guerra jurídica'), é o emprego de manobras jurídico-legais como substituto de força armada, visando alcançar determinados objetivos de política externa ou de segurança nacional e tem a finalidade de causar danos a um adversário político de modo que este não possa perseguir objetivos, tais como concorrer a uma função pública no caso do Brasil esta sendo aplicada contra o Ex Presidente Lula por setores da mídia e da Justiça partidarizados com seus adversários políticos e como objetivo as eleições de 2018 Lawfare são basicamente instrumentos jurídicos para fins de perseguição política, destruição de imagem pública e inabilitação de um adversário político.


Manipulação do sistema legal, com aparência de legalidade, para fins políticos.

Abuso do direito para danificar e deslegitimar um adversário;

Promoção de ações judiciais para descredibilizar o oponente.

Tentativa de influenciar opinião pública: utilização da lei para obter publicidade negativa.

Judicialização da política: a lei como instrumento para conectar meios e fins políticos.

Promoção de desilusão popular.


Existe uma perseguição Judicial de setores partidarizados da Justiça foi o que um especialista de Havard disse e eu concordo com ele e se existe uma corregedoria para Procuradores e Juizes eles tem a obrigação de apurar quais Delegados Juizes e Promotores são partidarizados e porque eles foram escolhidos para investigar um adversário político deles o nosso Ex Presidente Lula que é vítima de perseguição judicial e da grande mídia que também o considera um adversário político porque esta mídia também esta partidarizada e por isto não tem ética e é sempre imparcial.    


De acordo com o advogado, a estratégia, batizada internacionalmente como "lawfare", uma espécie de "arma de guerra", em que é eleito um inimigo e a lei passa a ser usada ou manipulada contra aquele definido como tal. prevê, entre outras práticas, a "manipulação do sistema legal", a "promoção da desilusão popular" e a "acusação das ações dos inimigos como imorais e ilegais"-- técnicas que, segundo Zanin, estariam sendo empregadas contra Lula e a família.

As operações de guerra psicológica implicam propaganda e divulgação, ou seja, campanha através da mídia, junto às diversas organizações estudantis, sindicatos, outros grupos profissionais e culturais, bem como junto aos partidos políticos, sem que a procedência das informações possa ser atribuída ao governo americano. Ela é efetivada, muitas vezes, por agentes da CIA, estacionados na Embaixada Americana como diplomatas, ou homens de negócios, estudantes ou aposentados, enquanto as operações paramilitares consistem na infiltração em áreas proibidas, sabotagem, guerra econômica, apoio aéreo e marítimo, financiamentos de candidatos nas eleições, suborno, assassinatos (executive actions) pela Division D, dentro do projeto conhecido como ZR/RIFLE[8], treinamento e manutenção de pequenos exércitos (covert actions) etc[9]. Essas operações tipificam a técnica do golpe de Estado, que a CIA desenvolveu e aplicou no Brasil e em diversos países da América Latina, nos anos 60 e 70 do século XX, radicalizando, artificialmente, as lutas sociais, até ao ponto de provocar o desequilíbrio político e desestabilizar governos (spoling actions), que não se submetiam às diretrizes estratégicas dos Estados Unidos.


 Uma interessante conexão entre os irmãos Koch, o Charles Koch Institute, os “Estudantes pela Liberdade” e o “Movimento Brasil Livre”, um dos principais promotores dos protestos contra o governo brasileiro foi apontada por jornalistas brasileiros, inclusive na CartaCapital e possível que se estenda a outras entidades, como sugere, por exemplo, o currículo de Fabio Ostermann, cofundador dos “Estudantes pela Liberdade”, diretor do libertarian Instituto Ordem Livre, “mentor intelectual do Movimento Brasil Livre” segundo a revista Veja e com cargos em organizações como o Instituto Liberal e o Instituto Liberdade.


Seria tolo supor que manifestantes ou eleitores são pagos em massa, mas faz diferença permitir a um punhado de jovens politicamente ambiciosos dedicar-se em tempo integral a uma agenda, assim como o patrocínio de veículos e jornalistas simpáticos às suas causas.

Embora o petróleo esteja na raiz das fortunas dos Koch e motive sua campanha contra ambientalistas e climatologistas que alertam sobre o aquecimento global, não é obrigatório supor que seu principal interesse no Brasil seja a privatização da Petrobras. 

Seus negócios são bem mais amplos e o “Estado mínimo”, com a eliminação de quaisquer políticas sociais e restrições à exploração capitalista, é para eles e seus aliados um fim em si. O importante é estar consciente de suas conexões e do que implicam. Não é apenas por um impeachment.



www.publico.pt/.../irmaos-koch-os-banqueiros-da-direita-radical-nos-eua.


altamiroborges.blogspot.com/.../tentaculos-bilionarios-dos-irmaos-koch....


www.revistaforum.com.br/.../quem-esta-por-tras-do-protesto-pro-impeac..

www.institutojoaogoulart.org.br/noticia.php?id=10841



http://www.cartacapital.com.br/politica/quem-sao-os-irmaos-koch-2894.html

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

FAÇAM PARECER UM ACIDENTE E ACIONEM NOSSOS AMIGOS NA IMPRENSA (A POLICIA FEDERAL SABE QUE TEORI ZAVASKI FOI ASSASSINADO)


Veja a transcrição do áudio:

MACHADO - Um caminho é buscar alguém que tem ligação com o Teori [Zavascki, relator da Lava Jato], mas parece que não tem ninguém.

JUCÁ - Não tem. É um cara fechado, foi ela [Dilma] que botou, um cara... Burocrata da... Ex-ministro do STJ [Superior Tribunal de Justiça].

Fim da conversa no bate-papo

Uma vergonha nacional a resposta dada a sociedade quando o Cenipa fala que      diante dos indícios coletados até o momento, a desorientação do piloto Osmar Rodrigues é a única hipótese em discussão para explicar a causa do acidente, conforme apuração conduzida pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) é muito suspeito o Piloto mais experiente nesta Rota e com mais de 30 anos de experiência ficar desorientado no dia em que transportava o Ministro do STF mais importante no atual momento político do Brasil e nas vésperas dele Homologar delações que poderiam derrubar o Presidente da República e a maioria dos seus Ministros denunciados nestas delações

O instrutor e piloto Osmar Rodrigues era considerado por colegas que trabalham no Campo de Marte, em São Paulo, o mais experiente da rota São Paulo - Paraty. O profissional possuía 30 anos de habilitação como piloto e a gravação de áudio do avião em que voava o ministro Teori Zavascki  indica, segundo peritos da Aeronáutica, que não houve relato de problemas na aeronave antes da queda em Paraty; registros da cabine do avião King Air teriam captado diálogos do piloto Osmar Rodrigues com outros pilotos que voavam pela região. Em uma conversa, de acordo com informações obtidas pela reportagem, o piloto diz que vai esperar a chuva diminuir antes de pousar. Pouco depois, "a gravação teria sido interrompida" interrompida como assim interrompida porque? FAÇAM PARECER UM ACIDENTE acham que somos idiotas? um piloto relatar chuva é absolutamente normal e corriqueiro durante a sua rotina de trabalho mas um piloto com mais de 30 anos de experiência sofrer um acidente aéreo fatal transportando o um Ministro do STF que homologaria delações que poderiam derrubar o Presidente da República não é normal.

O FBI respondeu a pedido da Procuradoria Geral da República que, mesmo com toda a tecnologia, precisaria de mais de um século para superar as sofisticadas camadas de proteção de servidores da empreiteira então imaginem quantos séculos o FBI levaria para analisar uma sabotagem sofisticada em uma aeronave que transportava um Juiz que poderia derrubar um Presidente da República.  

REPETINDO

A probabilidade de um avião cair é de 1/2.000.000.

A probabilidade de um avião com dois motores cair é ainda menor.  

A probabilidade de isso acontecer com um ministro do STF nas vésperas de homologação da delação da Odebrecht é quase impossível de ser calculada.

Não foi acidente e coincidências não existem derrubaram o avião do Ministro Teori alguns dias antes dele homologar delações da Odebrecht e Camargo Correa, que atingiriam segundo a imprensa personalidades do PSDB e Judiciário.

O QUE A IMPRENSA VAI FAZER AGORA COMO ELES FIZERAM EM OUTROS CASOS ENVOLVENDO A SEGURANÇA NACIONAL

MANUAL DE CONTRA INTELIGÊNCIA

A IMPRENSA RECEBEU ORDENS PARA INFORMAR QUE FOI UM ACIDENTE

Ao tratar do item “Contrapropaganda”, o manual o define como um expediente para “neutralizar” propaganda adversa que possa causar prejuízo aos interesses do Governo Brasileiro” Entre as ações previstas estão: localizar a fonte e o veículo da propaganda; desmontar a propaganda do adversário; atacar e desacreditar o adversário; procurar no passado, atitudes e posições da organização que conduz a propaganda, para buscar contradições quando se tratar de pessoa, desacreditá-la, colocá-la em posição de inferioridade; e ridicularizar a propaganda adversária.


A estratégia inclui textos jornalísticos, conforme se pode deduzir do trecho do manual em que se explica que essa técnica “consiste em responder item por item á propaganda do adversário” atuar de forma ”diversionista” para desviar a atenção do público para outros temas e fazê-lo cair no esquecimento ou, simplesmente, usar a técnica do “silêncio”, para situações em que dar satisfação” não se presta uma resposta favorável” , de modo ao assunto diluir naturalmente nos veículos de comunicação”.


Uma vergonha nacional a resposta dada a sociedade quando o Cenipa fala que diante dos indícios coletados até o momento, a desorientação do piloto Osmar Rodrigues é a única hipótese em discussão para explicar a causa do acidente, conforme apuração conduzida pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) é muito suspeito o Piloto mais experiente nesta Rota e com mais de 30 anos de experiência ficar desorientado no dia em que transportava o Ministro do STF mais importante no atual momento político do Brasil e nas vésperas dele Homologar delações que poderiam derrubar o Presidente da República e a maioria dos seus Ministros denunciados nestas delações 



É ISTO QUE ELES VÃO FAZER  

     E mesmo se for provado pela perícia que houve sabotagem na Aeronave isto não será divulgado para a imprensa e muito menos para o público.   

A lei que regula esse assunto é a lei 4.553/02, que estabelece quatro graus de sigilo:

Ultrassecreto: informações referentes à soberania e à integridade territorial nacionais, a planos e operações militares, às relações internacionais do país, a projetos de pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico de interesse da defesa nacional e a programas econômicos, cujo conhecimento não-autorizado possa acarretar dano excepcionalmente grave à segurança da sociedade e do Estado. Prazo máximo: 30 anos, prorrogáveis.


Secreto: informações referentes a sistemas, instalações, programas, projetos, planos ou operações de interesse da defesa nacional, a assuntos diplomáticos e de inteligência e a planos ou detalhes, programas ou instalações estratégicos, cujo conhecimento não-autorizado possa acarretar dano grave à segurança da sociedade e do Estado. Prazo máximo: 20 anos.


Confidencial: informações que, no interesse do Poder Executivo e das partes, devam ser de conhecimento restrito e cuja revelação não-autorizada possa frustrar seus objetivos ou acarretar dano à segurança da sociedade e do Estado. Prazo máximo: 10 anos.

Reservado: informações cuja revelação não-autorizada possa comprometer planos, operações ou objetivos neles previstos ou referidos. Prazo máximo: 5 anos.    

Com certeza o caso do Ministro do STF Teori Zavaski será enquadrado como segredo e vai ficar assim por no minimo 30 anos e o que esperamos nós brasileiros que clamamos por justiça e que a Ministra Carmem Lúcia homologue as delações e continue o trabalho de Teori para que aqueles que torciam pela sua morte sejam punidos pela nossa justiça porque pela justiça do além é certo de que eles não vão escapar porque ela não falha.      

Eu não acredito em acidente na véspera da homologação da delação premiada da Odebrecht derrubaram o avião do Ministro do Supremo e isto deve ser investigado porque o resultado e a consequência da morte dele vai atrasar todo julgamento por muitos anos.       

FERNANDO MORAIS COMENTOU 


Porque 1885 visualizações somente em um dia? Aonde está a caixa preta? Bom dia a todos. Para ter acesso ao site basta você entrar no site com o link http://www.jetphotos.net/showphotos.php?regsearch=PR-SOM . O prefixo e as características da aeronave foram noticiados pela Folha e pelo Globo e batem com o modelo que está no site. Ao entrar no site, clique em "detailed history". Abrirá uma janela auxiliar chamada "Detailed Photo View History", ao lado direito clique em "Stats Range" e altere o range para "daily (30 days)". O gráfico mostrará as visualizações da aeronave nos últimos 30 dias. Você observará que SOMENTE um dia teve visualizações (1885) e foi dia 3 de janeiro. Porque?? Em tempo, esse tipo de avião tem caixa preta. Porque ninguém está perguntando: aonde está ela e qual o seu conteúdo?







Veja a transcrição do áudio:

MACHADO - Um caminho é buscar alguém que tem ligação com o Teori [Zavascki, relator da Lava Jato], mas parece que não tem ninguém.

JUCÁ - Não tem. É um cara fechado, foi ela [Dilma] que botou, um cara... Burocrata da... Ex-ministro do STJ [Superior Tribunal de Justiça].

Fim da conversa no bate-papo




Sérgio Machado - Acontece o seguinte, objetivamente falando, com o negócio que o Supremo fez [autorizou prisões logo após decisão de segunda instância], vai todo mundo delatar.

Romero Jucá - Exatamente, e vai sobrar muito. O Marcelo, e a Odebrecht, vão fazer.


Machado - Odebrecht vai fazer.

Jucá - Seletiva, mas vai fazer.

Machado - A Camargo vai fazer ou não. Eu estou muito preocupado porque eu acho que... O Janot está a fim de pegar vocês. E acha que eu sou o caminho.
Jucá - [inaudível]

Machado - Hum?

Jucá - Mas como é que está sua situação?

Machado - Minha situação não tem nada, não pegou nada, mas ele quer jogar tudo pro Moro. Como não tem nada e como eu estou desligado...
Jucá - É, não tem conexão né...

Machado - Não tem conexão, aí joga pro Moro. Aí fodeu. Aí fodeu para todo mundo. Como montar uma estrutura para evitar que eu "desça"? Se eu descer...
Jucá - O que que você acha? Como é que voc...

Machado - Eu queria discutir com vocês. Eu cheguei a essa conclusão essa semana. Ele acha que eu sou o caixa de vocês, o Janot. Janot não vale "cibazol" [algo sem valor]. Quem esperar que ele vai ser amigo, não vai... [...] E ele está visando o Renan e vocês. E acha que eu sou o canal. Não encontrou nada, não tem nada.

Jucá - Nem vai encontrar, né, Sérgio.

Machado - Não encontrou nada, não tem nada, mas acha... O que é que faz? Como tem aquela delação do Paulo Roberto dos 500 mil e tem a delação do Ricardo, que é uma coisa solta, ele quer pegar essas duas coisas. 'Não tem nada contra os senadores, joga ele para baixo' [Curitiba]. Tem que encontrar uma maneira...

Jucá - Você tem que ver com seu advogado como é que a gente pode ajudar. [...] Tem que ser política, advogado não encontra [inaudível]. Se é político, como é a política? Tem que resolver essa porra... Tem que mudar o governo pra poder estancar essa sangria.

Machado - Tem que ser uma coisa política e rápida. Eu acho que ele está querendo... o PMDB. Prende, e bota lá embaixo. Imaginou?

Jucá - Você conversou com o Renan?

Machado - Não, quis primeiro conversar contigo porque tu é o mais sensato de todos.

Jucá - Eu acho que a gente precisa articular uma ação política.

Machado -...quis conversar primeiro contigo, que tenho maior intimidade. Depois eu quero conversar com Sarney e o Renan, com vocês três. [...] Eu estou convencido, com essa sinalização que conseguiu do Eduardo [incompreensível]. Desvincula do Renan.

Jucá - Mas esse negócio do Eduardo está atacando [incompreensível].

Machado - Mas ele [Janot] está querendo pegar vocês, tenho certeza absoluta.

Jucá - Não tem duas dúvidas.

Machado - Não, tenho certeza absoluta. E ele não vale um 'cibazol'. É um cara raivoso, rancoroso e etc. Então como é que ele age? Como não encontrou nada nem vai encontrar. [inaudível]

Jucá - O Moro virou uma 'Torre de Londres'.

Machado - Torre de Londres.

Jucá - Mandava o coitado pra lá para o cara confessar.

Machado - Pro cara confessar. Então a gente tem que agir como [incompreensível] e pensar numa fórmula para encontrar uma solução para isso.

Jucá - Converse com ele [Renan], converse com o Sarney, ouça eles, e vamos sentar pra gente...

Machado - Isso, Romero, o que eu acho primeiro: que é bom pra gente.
[...]

Segundo trecho

Jucá - Eu acho que você deveria procurar o Sarney, devia procurar o Renan,e a gente voltar a conversar depois. [incompreensível] 'como é que é'.

Machado - É porque... Se descer, Romero, não dá.
Jucá - Não é um desastre porque não tem nada a ver. Mas é um desgaste, porque você, pô, vai ficar exposto de uma forma sem necessidade. [...]

Machado - O Marcelo, o dono do Brasil, está preso há um ano. Sacanagem com

Marcelo, rapaz, nunca vi coisa igual. Sacanagem com aquele André Esteves, nunca vi coisa igual.

Jucá - Rapaz... [concordando]

Machado - Outra coisa. A frouxidão de vocês em prender o Delcídio foi um negócio inacreditável. [O Senado concordou com prisão decretada pelo STF]

Jucá - Sim, pô, não adianta soltar o Delcidio, aí o PT dá uma manobra, tira o cara, diz que o cara é culpado, como é que você segura uma porra dentro do plenário?

Machado - Mas o cara não foi preso em flagrante, tem que respeitar a lei. Respeito à lei, a lei diz clara...

Jucá - Pô, pois então. Ali não teve jeito não. A hora que o PT veio, entendeu, puxou o tapete dele, o Rui, a imprensa toda, os caras não seguraram, não.

Machado - Eu sei disso, foi uma cagada.
Jucá - Foi uma cagada geral.

Machado - Foi uma cagada geral. Foi uma cagada o Supremo fazer o que fez com o negócio de prender em segunda instância, isso é absurdo total que não que não dá interpretar, e ninguém fez nada. Ninguém fez ADIN, ninguém se questionou. Isso aí é para precipitar as delações. Romero, esquentou as delações, não escapa pedra...

Jucá - [incompreensível] no Brasil.

Machado - Não escapa pedra sobre pedra.[incompreensível]

Machado - Eu estou com todos os certificados do TCU, agora me deram, não devo nada, zero. E isso adianta alguma coisa? Então estou preocupado.

Jucá - Não, tem que cuidar mesmo.

Machado - Eu estou preocupado porque estou vendo que esse negócio da filha do Eduardo, da mulher, foi uma advertência para mim. E das histórias que estou sabendo, o interesse é pegar vocês. Nós. E o Renan, sobretudo.

Jucá - Não, o alvo na fila é o Renan. Depois do Eduardo Cunha... É o Eduardo Cunha, a Dilma, e depois é o Renan.

Machado - E ele [Janot] não tem nada. Se ele tivesse alguma coisa, ele ia me manter aqui em cima, para poder me forçar aqui em cima, porque ele não vai dar esse troféu pro Moro. Como ele não tem nada, ele quer ver se o Moro arranca...

Jucá -...para subir de novo.

Machado -...para poder subir de novo. É esse o esquema. Agora, como fazer?
Porque arranjar uma imunidade não tem como, não tem como. A gente tem que ter a saída porque é um perigo. E essa porra... A solução institucional demora ainda algum tempo, não acha?

Jucá - Tem que demorar três ou quatro meses no máximo. O país não aguenta mais do que isso, não.

Machado - Rapaz, a solução mais fácil era botar o Michel.

Jucá - [concordando] Só o Renan que está contra essa porra. 'Porque não gosta do Michel, porque o Michel é Eduardo Cunha'. Gente, esquece o Eduardo Cunha, o Eduardo Cunha está morto, porra.

Machado - É um acordo, botar o Michel, num grande acordo nacional.

Jucá - Com o Supremo, com tudo.

Machado - Com tudo, aí parava tudo.

Jucá - É. Delimitava onde está, pronto.

Machado - Parava tudo. Ou faz isso... Você viu a pesquisa de ontem que deu o Moro com 18% para a Presidência da República?

Jucá - Não vi, não. O Moro?

Machado - É aquilo que você diz, o Aécio não ganha porra nenhuma...

Jucá - Não, esquece. Nenhum político desse tradicional não ganha eleição, não.

Machado - O Aécio, rapaz... O Aécio não tem condição, a gente sabe disso, porra. Quem que não sabe? Quem não conhece o esquema do Aécio? Eu, que participei de campanha do PSDB...

Jucá - É, a gente viveu tudo

     

sábado, 21 de janeiro de 2017

AS MORTES MISTERIOSAS DE POLÍTICOS BRASILEIROS “QUEIMA DE ARQUIVO”

PAULO MALUF  APRESENTANDO A POLÍTICA BRASILEIRA ALÉM DA IMAGINAÇÃO 



Eu escuto uma voz que me diz que era o plano de Romero Jucá e do Sarney e de todos delatados do PMDB na Lava Jato já que eles não tinham acesso e influencia sobre Teori Zavaski então derrubaram o avião dele fazendo parecer um acidente porque sabiam que com sua morte o Temer indicaria um novo Ministro para o STF para substituir Teori e revisar a Lava Jato e encontrar erros e arquivar tudo por falta de provas.




Com certeza o caso do Ministro do STF Teori Zavaski será enquadrado como segredo e vai ficar assim por no minimo 30 anos e o que esperamos nós brasileiros que clamamos por justiça e que a Ministra Carmem Lúcia homologue as delações e continue o trabalho de Teori para que aqueles que torciam pela sua morte sejam punidos pela nossa justiça porque pela justiça do além é certo de que eles não vão escapar porque ela não falha.      

Nesta foto tirada para mostrar para a imprensa ele já estava morto e os médicos estão o segurando para não cair, observem os olhos e as mãos do presidente assassinado.



“No dia 21 de abril de 1985, o país inteiro parou para acompanhar o fim da agonia de Tancredo Neves” esta foi uma das maiores mentiras da História da Imprensa Brasileira porque ele Tancredo que também era maçon foi assassinado e já estava morto há semanas e num acordo entra a maçonaria e os militares eles combinaram de só dar a noticia de sua morte somente no dia 21 de abril porque coincidia com o dia da morte de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes que também era maçon e foi assassinado no dia 21 de abril de 1792)”




O ASSASSINATO DE TANCREDO NEVES 

Arena matou Tancredo Neves? 

"Tancredo foi assassinado quando perceberam que a vitória era inevitável 

Após 38 dias de agonia, e sete cirurgias, o primeiro presidente civil eleito desde o Golpe Militar, morre. Assume o vice da chapa, José Sarney, do PFL, partido fundado por dissidentes do PDS. Com ele, o poder permanecia nas mãos dos que apoiavam o regime militar. Muitos acreditam que sua morte tenha sido um plano arquitetado pelos líderes do regime autoritário, quando perceberam que sua vitória era inevitável.
Sabe-se que o hospital da Base de Brasília não possuía todas as exigências para a cirurgia que ele deveria sofrer. No entanto, os médicos vetaram a transferência para o Instituto do Coração, em São Paulo, alegando que a cirurgia deveria começar, em, no máximo, uma hora. Somente três horas depois, os médicos começaram a operação, com 40 pessoas dentro do centro cirúrgico. 

Outro fato estranho: ao mesmo tempo em que Tancredo era internado com fortes dores abdominais, o seu mordomo, João Rosa, começou a sofrer dores similares. João, funcionário do Planalto, acompanhava Tancredo em sua residência provisória, na Granja do Riacho Fundo. Ficou 16 dias no hospital e, como Tancredo, sofreu sete cirurgias antes de morrer. A doença foi diagnosticada como diverticulite - primeiro diagnóstico do presidente. 

João e Tancredo sentiram os mesmo sintomas num intervalo curto de tempo. Como conviviam no mesmo local, pode-se suspeitar que ambos tenham sido envenenados: o presidente eleito era o alvo principal; o mordomo tivera o azar de estar no local errado, na hora errada.

Outra pista de que a morte de Tancredo não foi fatalidade, mas um plano minuciosamente arquitetado: em 1996, durante uma entrevista ao programa "Roda Viva", de São Paulo, o general Newton Cruz admitiu que, em outubro de 84, quando era comandante militar do Planalto, foi procurado pelo então candidato Paulo Maluf, que teria proposto um golpe militar, caso Tancredo fosse eleito, justificando que o adversário estava muito doente. 

Como Maluf poderia saber da doença de Tancredo com seis meses de antecedência?" 



No mês da morte de Trancredo A rede globo mostrou uma reportagem especial sobre a morte de trancredo. 

Conversando com um professor de história ouvi a história de que Tancredo Neves foi assassinado,então eles inventaram o conto da diverticulite,que agora vem sendo questionado e a rede globo tenta manter as aparências de seu passado militar. 

O que sei é que no dia de sua posse,na missa celebrativa(catedral de Brasília),acabou a luz e ouviu-se um tiro(ou algo parecido),...dias depois foi divulgado que Tancredo teve uma crise e estava no hospital(UTI),no caso ele já estaria morto,mas os militares que por sinal apoiavam Sarney,encobriram a noticia e deixaram para divulgar sua morte no dia 22/04,coincidência com Tiradentes?,não fizeram isso pensando na comoção nacional... 

Diz-se ainda que a repórter Gloria Maria ,presenciou a cena,e teve que ir fazer umas ?reportagens? por alguns anos na Finlândia... 

MORTES MISTERIOSAS “QUEIMA DE ARQUIVO”

A doença súbita de Tancredo foi óbvia. Assim como a morte montada para o assassinato de PC Farias. Assim como o óbito inexplicável da esposa de PC Farias, logo depois dela ameaçar dizer o que sabia.
Outra morte misteriosa foi a do Ministro Sérgio Motta. Ele foi o responsável pela privatização do sistema Telebrás (na época um dos maiores cabides de emprego do governo)

“Gravações obtidas pelo jornal, Folha de São Paulo, envolveram o ministro no escândalo de compra de votos para a aprovação da emenda de reeleição de FHC.

Nas gravações, o deputado João Maia (PFL). dizia que recebeu R$ 200 mil para votar a favor da emenda que permitiu a reeleição de FHC. O deputado revela ainda que a barganha pelo voto previa receber R$ 200 mil do governo federal e outros R$ 200 mil do governo do Estado do Acre. O dinheiro usado na operação, segundo Maia, foi providenciado pelo governador do Amazonas, Amazonino Mendes (PFL), e pelo ministro Sérgio Motta. (...)

Caso Tancredo Neves

Tancredo nao tomara posse, entao o legitimo sucessor, era o Pres.da Camara, Ulysses Guimaraes. Mas, infelizmente, por pressoes de militares, de parte do PMDB(o Ministerio de Tancredo ja havia sido montado) e do PFL, Sarney assumiu. 

Caso Ulysses Guimaraes/Impeachment de Collor.

Como sabemos, a campanha de Collor e Itamar(seu Vice, eleitos na mesma chapa), foi feita e financiada por um grande esquema de corrupção, PC Farias. Mesmo que Itamar nao soubesse desse esquema, ele foi beneficiado, como integrante da chapa eleita. Tanto que o mais correto juridicamente, era cassar Collor e seu Vice, Itamar. Nesse caso, assumiria o Pres.da Câmara, interinamente por 30 dias, e convocaria uma eleição indireta, pra eleger um Presidente para completar o mandato. Ou então, o TSE empossaria o segundo colocado na eleição de 1989 (Lula). No caso, a eleiçao indireta era a mais logica. E caso ela ocorresse, sem sombras de duvidas, que Ulysses seria eleito o novo Pres.da Republica, com o apoio unanime do Congresso Nacional.

Nesse caso, a morte de Ulysses, interessava principalmente a Itamar(assumiria a Presidencia), ao PT(interessados numa hipotese da posse de Lula), ao PSDB(Itamar ha havia prometido Ministérios e apoio à PresidÊncia,em 1994),PDT(Brizola,era o candidato de Collor a Presidencia) è a Collor e aliados(PFL e PTB, desejosos de vingança).

Vale lembrar, que se Ulysses tivesse ganho a Presidência, Quercia seria eleito Presidente em 1994,com apoio dele.E o PMDB ficaria anos na Presidência...


Vou informar a vocês o que me enviaram, Ulysses Guimarães teria descido do helicóptero com os outros passageiros em um sítio na região onde foram vistos por um morador que comentou isto em um debate, eles teriam desistido da viagem devido ao tempo que não era favorável?  Ulysses e os outros que estavam com ele no helicóptero entraram em dois veículos de cor preta com placas oficiais e foram assassinados em outro local? os destroços do helicóptero e os corpos desapareceram!!!!! 


RECENTEMENTE

O suposto acidente com o avião de Eduardo Campos e 
JOSÉ AUGUSTO PANCINI e mais ligado aos ''investidores internacionais'', travou uma aberta guerra contra outro setor ligado a outro Vice- Presidente MARCO ANTONIO ROSSI ( ''morto'' recentemente em acidente aéreo em Goiás). Sua morte foi acompanhada de enormes suspeitas , uma vez que ROSSI estava ligado a setores mais internos do País. O avião que conduzia MARCO ANTONIO ROSSI saiu de Brasília com destino a São Paulo e ''caiu misteriosamente''. O império pode ter derramado o sangue dos seus próprios entes para dar espaço aos mega-lucros dos especuladores internacionais e mesmo os gigantes financeiros não podem sair da mira e dos interesses dos imperialista