segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

CARMEM LÚCIA RETIRE O SIGILO E TORNE PÚBLICAS AS DELAÇÕES






A presidente do Supremo Tribunal Federal Cármen Lúcia  homologou as 77 delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht que citam 43 vezes o Presidente Michel Temer além da maioria dos seus Ministros, o material será encaminhado para a Procuradoria Geral da República, que vai analisar os documentos para decidir sobre quais pontos irá pedir investigação.

FAÇAM PARECER UM ACIDENTE acham que somos idiotas? um piloto relatar chuva é absolutamente normal e corriqueiro durante a sua rotina de trabalho mas um piloto com mais de 30 anos de experiência sofrer um acidente aéreo fatal transportando o um Ministro do STF que homologaria delações que poderiam derrubar o Presidente da República não é normal. 

O FBI respondeu a pedido da Procuradoria Geral da República que, mesmo com toda a tecnologia, precisaria de mais de um século para superar as sofisticadas camadas de proteção de servidores da empreiteira então imaginem quantos séculos o FBI levaria para analisar uma sabotagem sofisticada em uma aeronave que transportava um Juiz que poderia derrubar um Presidente da República.   


Veja a transcrição do áudio:

MACHADO - Um caminho é buscar alguém que tem ligação com o Teori [Zavascki, relator da Lava Jato], mas parece que não tem ninguém.

JUCÁ - Não tem. É um cara fechado, foi ela [Dilma] que botou, um cara... Burocrata da... Ex-ministro do STJ [Superior Tribunal de Justiça].

Fim da conversa no bate-papo.



REPETINDO

A probabilidade de um avião cair é de 1/2.000.000.
A probabilidade de um avião com dois motores cair é ainda menor.

A probabilidade de isso acontecer com um ministro do STF nas vésperas de homologação da delação da Odebrecht é quase impossível de ser calculada.

Não foi acidente e coincidências não existem derrubaram o avião do Ministro Teori alguns dias antes dele homologar delações da Odebrecht e Camargo Correa, que atingiriam segundo a imprensa personalidades do PSDB e Judiciário.



A lei que regula esse assunto é a lei 4.553/02, que estabelece quatro graus de sigilo:

Ultrassecreto: informações referentes à soberania e à integridade territorial nacionais, a planos e operações militares, às relações internacionais do país, a projetos de pesquisa e desenvolvimento científico e tecnológico de interesse da defesa nacional e a programas econômicos, cujo conhecimento não-autorizado possa acarretar dano excepcionalmente grave à segurança da sociedade e do Estado. Prazo máximo: 30 anos, prorrogáveis.


Secreto: informações referentes a sistemas, instalações, programas, projetos, planos ou operações de interesse da defesa nacional, a assuntos diplomáticos e de inteligência e a planos ou detalhes, programas ou instalações estratégicos, cujo conhecimento não-autorizado possa acarretar dano grave à segurança da sociedade e do Estado. Prazo máximo: 20 anos.


Confidencial: informações que, no interesse do Poder Executivo e das partes, devam ser de conhecimento restrito e cuja revelação não-autorizada possa frustrar seus objetivos ou acarretar dano à segurança da sociedade e do Estado. Prazo máximo: 10 anos.

Reservado: informações cuja revelação não-autorizada possa comprometer planos, operações ou objetivos neles previstos ou referidos. Prazo máximo: 5 anos.    


Rodrigo Veronezi Garcia é Blogueiro e estuda sobre Mitologia, Religião, História, Arqueologia, Ciências Ocultas, Sociedades Secretas, Segredos Militares, Geo Politica, Parapsicologia, Ufologia.
Rodrigo Veronezi Garcia Rodrigo Veronezi Garcia

Nenhum comentário:

Postar um comentário