Pular para o conteúdo principal

WASHINGTON POR ORIENTAÇÃO DE WALL STREET COMANDOU O GOLPE DE ESTADO NO BRASIL DENUNCIA O PROFESSOR CANADENSE MICHEL CHOSSUDOVSKY


Michel Chossudovsky (1946) é um economista canadense, professor emérito da Universidade de Ottawa. 
 É autor de The Globalization of Poverty and The New World Order (2003) e America's "War on Terrorism" (2005). Seu livro mais recente é Towards a World War III Scenario: The Dangers of Nuclear War (2011)



Consenso de Washington é uma conjugação de grandes medidas - que se compõe de dez regras básicas - formulado em novembro de 1989 por economistas de instituições financeiras situadas em Washington D.C., como o FMI, o Banco Mundial e o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos.




Como diz o artigo do Professor Michel Chossudovsky o controle sobre a política monetária brasileira e a reforma macroeconômica eram os objetivos últimos do golpe de Estado. As nomeações principais do ponto de vista de Wall Street são o Banco Central, que domina a política monetária e as operações de câmbio, o Ministério da Fazenda e o Banco do Brasil”, diz o artigo, ressaltando que, desde o governo FHC, passando por Lula e Temer, Wall Street tem exercido controle sobre os nomes apontados para liderar essas três instâncias estratégicas para a economia brasileira.

“Em nome de Wall Street e do ‘consenso de Washington’, o ‘governo’ interino pós-golpe de Michel Temer nomeou um ex-CEO de Wall Street (com cidadania dos EUA) para dirigir o Ministério da Fazenda”, diz o artigo, referindo-se a Henrique Meirelles, nomeado em 12 de maio.

Meirelles, que tem dupla cidadania Brasil-EUA, serviu como presidente do FleetBoston Financial (fusão do BankBoston Corp. com o Fleet Financial Group) entre 1999 e 2002 e foi presidente do Banco Central sob o governo Lula, entre 1º de janeiro de 2003 e 1º de janeiro de 2011. Antes disso, o atual ministro da Fazenda, que volta ao poder sob o governo Temer após ter sido dispensado por Dilma em 2010, também atuou por 12 anos como presidente do BankBoston nos EUA. Já o atual presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, nomeado por Temer em 16 de maio, tem dupla cidadania Brasil-Israel e foi economista-chefe do Itaú, maior banco privado do Brasil. Segundo o artigo, Goldfajn “tem laços estreitos tanto com o FMI [Fundo Monetário Internacional] quanto com o Banco Mundial”.

“Goldfajn já havia trabalhado no Banco Central sob Armínio Fraga, bem como sob Henrique Meirelles. Ele tem estreitos laços pessoais com o prof. Stanley Fischer, atualmente vice-presidente do Federal Reserve dos EUA [além de ex-vice-diretor do FMI e ex-presidente do Banco Central de Israel]. Desnecessário dizer que a nomeação de Golfajn ao Banco Central foi aprovada pelo FMI, pelo Tesouro dos EUA, por Wall Street e pelo Federal Reserve dos EUA”, afirma o artigo.

Fraga, por sua vez, atuou como presidente do Banco Central entre 4 de março de 1999 e 1º de janeiro de 2003.  Ele foi diretor de fundos de cobertura (hedge funds) por seis anos na Soros Fund Management (associada ao magnata George Soros), e também tem dupla cidadania Brasil-EUA.

“O sistema monetário do Brasil sob o real é fortemente dolarizado. Operações da dívida interna são conducentes a uma dívida externa crescente. Wall Street tem o objetivo de manter o Brasil em uma camisa de força monetária”, explica o professor canadense.

Por isso, afirma o artigo, quando Dilma Rousseff aponta um nome não aprovado por Wall Street para a presidência do Banco Central, a saber, Alexandre Antônio Tombini, cidadão brasileiro e funcionário de carreira no Ministério da Fazenda, é compreensível que os interesses financeiros externos se articulem aos interesses das elites brasileiras para mudar o quadro político no país.



No início de 1999, na sequência imediata do ataque especulativo contra o real o presidente do Banco Central, Francisco Lopez (que havia sido nomeado em 13 de janeiro de 1999, a Quarta-feira Negra) foi demitido pouco depois e substituído por Armínio Fraga, cidadão americano e funcionário da Quantum Fund de George Soros em Nova York.



Sob Lula, o apontamento de Meirelles para a presidência do Banco Central do Brasil dá seguimento à situação, diz o artigo, destacando que o nomeado já havia atuado anteriormente como presidente e CEO dentro de uma das maiores instituições financeiras de Wall Street. “A FleetBoston era o segundo maior credor do Brasil, após o Citigroup. Para dizer o mínimo, ele [Meirelles] estava em conflito de interesses. Sua nomeação foi acordada antes da ascensão de Lula à presidência”, escreve o autor.

Além disso, Meirelles foi um firme defensor do controverso Plano Cavallo da Argentina na década de 1990: “um ‘plano de estabilização’ de Wall Street que causou grandes estragos econômicos e sociais”, segundo o professor Chossudovsky.  De acordo com ele, “a estrutura essencial do Plano Cavallo da Argentina foi replicada no Brasil sob o Plano Real, ou seja, a imposição de uma moeda nacional conversível dolarizada. O que este regime implica é que a dívida interna é transformada em uma dívida externa denominada em dólar”. Quando Dilma sobe à presidência em 2011, Meirelles é retirado da presidência do Banco Central. Como ministro da Fazenda de Temer, ele defende a chamada “independência do Banco Central”.


 FONTES INTERNACIONAIS PESQUISADAS

 https://richardedmondson.net/2016/08/31/coup-in-brazil-rousseff-impeached-by-senate/


http://www.globalresearch.ca/wall-street-behind-brazil-coup-d-etat/5526715

http://www.mondialisation.ca/le-changement-de-regime-au-bresil-est-officiel-coup-detat-moderne-a-la-bresilienne-ou-a-la-wall-street/5520578

https://richardedmondson.net/2016/08/31/coup-in-brazil-rousseff-impeached-by-senate/



Comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

ESTE É O TIME QUE VAI DERROTAR A GLOBO OS GOLPISTAS E OS JUÍZES DA DIREITA

Agora é oficial é Lula Haddad e Manuela e vamos vencer as eleições no primeiro turno e nem a imprensa e muito menos o judiciário que apoia os adversários políticos de Lula vão poder nos impedir.      

Aonde estão as provas materiais de que o Triplex é do Lula? aonde estão as provas de que ele ocultou patrimônio? estas provas não existem e não existe prova de favorecimento a nenhuma empreiteira em nenhum contrato da Petrobras.   
Isoladamente a delação premiada não constitui prova suficiente para a condenação do réu. Isso é texto expresso da lei 12.850/13, art. 4º, § 16, que diz: “Nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador”.
A delação premiada, como se vê, por força da lei, é prova, porém, meramente indiciária, porque se não corroborada por outras provas seguras (que estejam além da dúvida razoável), não vale nada para o fim da condenação (nem sequer do próprio réu, que para colaborar deve confessar participação no delito). Ess…

A PF SABE QUE TEORI ZAVASKI FOI ASSASSINADO E QUE NÃO FOI ACIDENTE ESTÃO EM BUSCA DE PROVAS

https://youtu.be/go-Ciha6yEY




Com certeza o caso do Ministro do STF Teori Zavaski será enquadrado como segredo e vai ficar assim por no minimo 30 anos.
O caminho já que não tinham ninguém com ligação com Teori então foi derrubar o avião do Ministro do STF e fazer parecer um acidente.   

Regimento do Supremo prevê que ações do ministro que morreu em acidente em Paraty ficariam a cargo do substituto nomeado porMichel Temer mas nesta situação substituto neste caso especifico não pode ser indicado por Michel Temer porque ele é um dos investigados e um dos delatados assim como a maioria dos seus Ministros

<iframe width="560" height="315" src="https://www.youtube.com/embed/go-Ciha6yEY" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>


Participando de seus convênios e juramentos de que se protegeriam e preservariam mutuamente em quaisquer circunstancias difíceis em que se encontrassem, para não serem castigados por seus assassinatos e suas pilhagens e …

TODO O NOSSO APOIO AO DESEMBARGADOR FAVRETO QUE DEU HABEAS-CORPUS AO EX PRESIDENTE LULA

Vamos fazer justiça com as nossas próprias mãos digitando 13 e elegendo Haddad Presidente porque todos os dias nós assistimos o STF e a PGR mandarem arquivarem ou mandarem para justiça eleitoral os processos contra os Tucanos e os políticos golpistas do MDB enquanto o ex Presidente Lula esta preso sem nenhuma prova material concreta dos crimes que ele foi acusado e nós já tivemos nossos votos roubados pela quadrilha do Eduardo Cunha que aplicou um Golpe Parlamentar ilegal contra a ex Presidente Dilma que também era inocente do crime que ela foi acusada.     

Nem o juiz Sérgio Moro e muito menos o Jungmam tinham autoridade para intervir na decisão do desembargador e acabou o assunto.
O desembargador Favreto tem autonomia e autoridade para dar habeas-corpus para qualquer cidadão deste país e nao existe nenhuma proibição ou placa no TRF 4 orientando juízes plantonistas a não darem habeas-corpus ao ex presidente Lula e um dos fatos novos que não tinha sido levado em consideração é a necessi…