domingo, 16 de julho de 2017

O MBL FOI CRIADO E FINANCIADO PELOS POLÍTICOS QUE DERAM O GOLPE DE ESTADO EM 2014







Seria tolo supor que manifestantes ou eleitores são pagos em massa, mas faz diferença permitir a um punhado de jovens politicamente ambiciosos dedicar-se em tempo integral a uma agenda, assim como o patrocínio de veículos e jornalistas simpáticos às suas causas.
Embora o petróleo esteja na raiz das fortunas dos Koch e motive sua campanha contra ambientalistas e climatologistas que alertam sobre o aquecimento global, não é obrigatório supor que seu principal interesse no Brasil seja a privatização da Petrobras.

Seus negócios são bem mais amplos e o “Estado mínimo”, com a eliminação de quaisquer políticas sociais e restrições à exploração capitalista, é para eles e seus aliados um fim em si. O importante é estar consciente de suas conexões e do que implicam. Não é apenas por um impeachment é por uma Reforma Trabalhista que não vai gerar empregos de Carteira Assinada e vai sim facilitar as demissões é também por uma Reforma da Previdência que vai condenar os trabalhadores brasileiros a morrerem antes de conseguirem se aposentar.


www.publico.pt/.../irmaos-koch-os-banqueiros-da-direita-radical-nos-eua.


altamiroborges.blogspot.com/.../tentaculos-bilionarios-dos-irmaos-koch....


www.revistaforum.com.br/.../quem-esta-por-tras-do-protesto-pro-impeac..

www.institutojoaogoulart.org.br/noticia.php?id=10841



http://www.cartacapital.com.br/politica/quem-sao-os-irmaos-koch-2894.html

sábado, 15 de julho de 2017

DELAÇÃO PREMIADA NÃO SERVE COMO PROVA PARA FIM DE CONDENAÇÃO

Isoladamente a delação premiada não constitui prova suficiente para a condenação do réu. Isso é texto expresso da lei 12.850/13, art. 4º, § 16, que diz: “Nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador”.

A delação premiada, como se vê, por força da lei, é prova, porém, meramente indiciária, porque se não corroborada por outras provas seguras (que estejam além da dúvida razoável), não vale nada para o fim da condenação (nem sequer do próprio réu, que para colaborar deve confessar participação no delito). Essa é a regra da corroboração.


O EX PRESIDENTE LULA NÃO É CHEFÃO E NUNCA FOI BANDIDO ELE É UM LÍDER DA CLASSE TRABALHADORA

O ex presidente Lula não é chefão e nunca foi bandido ele é um líder que defende os interesses da classe trabalha...