quarta-feira, 27 de junho de 2018

O EX PRESIDENTE LULA RETIROU DA MISÉRIA EXTREMA 40 MILHÕES DE BRASILEIROS










No governo Lula e Dilma a proporção de pobres no Brasil caiu de 23,4% em 2002 para 7% em 2014. ... linha de pobreza – uma redução de 40,5 milhões de pobres para 14,2 milhões em 12 anos. ...  a partir do momento em que o ex-presidente chegou ao poder. ... Entre 25 e 40% da redução na desigualdade de renda pode ser ... 111 milhões de pessoas saíram da pobreza ao redor do globo:.

Os diretórios estaduais do PT lançaram um manifesto oficial quando começou a perseguição política, onde se lê a verdade verdadeira :

“Condenam-nos não por nossos erros, que certamente ocorrem numa organização que reúne milhares de filiados. Perseguem-nos pelas nossas virtudes. Não suportam que o PT, em tão pouco tempo, tenha retirado da miséria extrema 40 milhões de brasileiros e brasileiras.”

Governos do PT criaram 18 universidades públicas  e os  números falam por si. Os governos do PT iniciaram uma verdadeira revolução no ensino brasileiro. Iniciativas das administrações de Luiz Inácio Lula da Silva...
O Governo Lula terminou com aprovação recorde da população, com número superior a 80% de avaliação positiva.[4][5][6] Teve como principais marcas a manutenção da estabilidade econômica, a retomada do crescimento do País e a redução da pobreza e da desigualdade social.

O STF deve determinar a liberdade do ex presidente Lula porque é inconstitucional manter ele preso e todos temos muitas dúvidas a serem esclarecidas aonde estão as provas materiais de que o Triplex é do Lula? aonde estão as provas de que ele ocultou patrimônio? estas provas não existem e não existe prova de favorecimento a nenhuma empreiteira em nenhum contrato da Petrobras.
   


Isoladamente a delação premiada não constitui prova suficiente para a condenação do réu. Isso é texto expresso da lei 12.850/13, art. 4º, § 16, que diz: “Nenhuma sentença condenatória será proferida com fundamento apenas nas declarações de agente colaborador”.

A delação premiada, como se vê, por força da lei, é prova, porém, meramente indiciária, porque se não corroborada por outras provas seguras (que estejam além da dúvida razoável), não vale nada para o fim da condenação (nem sequer do próprio réu, que para colaborar deve confessar participação no delito). Essa é a regra da corroboração.

Existe uma perseguição Judicial de setores partidarizados da Justiça foi o que um especialista de Havard disse e eu concordo com ele e se existe uma corregedoria para Procuradores e Juizes eles tem a obrigação de apurar quais Delegados Juizes e Promotores são partidarizados e porque eles foram escolhidos para investigar um adversário político deles o nosso Ex Presidente Lula que é vítima de perseguição judicial e da grande mídia que também o considera um adversário político porque esta mídia também esta partidarizada e por isto não tem ética e é sempre parcial.

De acordo com o advogado, a estratégia, batizada internacionalmente como "lawfare", uma espécie de "arma de guerra", em que é eleito um inimigo e a lei passa a ser usada ou manipulada contra aquele definido como tal. prevê, entre outras práticas, a "manipulação do sistema legal", a "promoção da desilusão popular" e a "acusação das ações dos inimigos como imorais e ilegais"-- técnicas que, segundo Zanin, estariam sendo empregadas contra Lula e a família.



COMO FUNCIONA O SISTEMA DA LAVA JATO DE PERSEGUIÇÃO POLÍTICA IDEOLÓGICA

 Lawfare em português, 'guerra jurídica'), é o emprego de manobras jurídico-legais como substituto de força armada, visando alcançar determinados objetivos de política externa ou de segurança nacional e tem a finalidade de causar danos a um adversário político de modo que este não possa perseguir objetivos, tais como concorrer a uma função pública no caso do Brasil esta sendo aplicada contra o Ex Presidente Lula por setores da mídia e da Justiça partidarizados com seus adversários políticos e como objetivo as eleições de 2018 Lawfare são basicamente instrumentos jurídicos para fins de perseguição política, destruição de imagem pública e inabilitação de um adversário político.


Manipulação do sistema legal, com aparência de legalidade, para fins políticos.

Abuso do direito para danificar e deslegitimar um adversário;

Promoção de ações judiciais para descredibilizar o oponente.

Tentativa de influenciar opinião pública: utilização da lei para obter publicidade negativa.

Judicialização da política: a lei como instrumento para conectar meios e fins políticos.


Promoção de desilusão popular.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESTADO DE EXCESSÃO NO BRASIL ESTÃO INTERFERINDO NO FACEBOOK DE FORMA ILEGAL NAS ELEIÇÕES BRASILEIRAS

O Meu nome é Rodrigo Veronezi Garcia Brasileiro solteiro e ficha limpa CPF 80787380059 não existe e nunca existiu nenhum pro...