sábado, 18 de agosto de 2018

LULA PRESO POLITICO DO BRASIL OU DOS EUA?




Eu acabei de ler esta pergunta no página do Facebook do PT no Senado e a resposta é que o Ex Presidente Lula é um preso político tanto dos EUA como do Brasil porque segundo o professor Canadense expert em economia e Geo Política Michel Chossudowski os EUA e Wall Street escolheram o dono do Itaú Ilan Goldfajn para presidência do Banco Central além de Meirelles e Armínio Fraga para setores estratégicos da Economia Brasileira e Pedro Parente para Petrobras que foi demitido após a greve histórica dos Caminhoneiros que paralisou o Brasil, e a minha conclusão é que Lula é preso politico dos interesses de empresários brasileiros associados as Multinacionais Norte Americanas e o plano deles é tentar eleger o Alckmin ou o Bolsonaro com mais rejeição para dar continuidade ao plano de Governo do Temer que é o interesse do Mercado Brasileiro que apoiou o golpe se beneficiando, prejudicando e retirando direitos da classe trabalhadora que é a grande maioria do povo brasileiro. 



“Em nome de Wall Street e do ‘consenso de Washington’, o ‘governo’ interino pós-golpe de Michel Temer nomeou um ex-CEO de Wall Street (com cidadania dos EUA) para dirigir o Ministério da Fazenda”, diz o artigo, referindo-se a Henrique Meirelles, nomeado em 12 de maio.

Meirelles, que tem dupla cidadania Brasil-EUA, serviu como presidente do FleetBoston Financial (fusão do BankBoston Corp. com o Fleet Financial Group) entre 1999 e 2002 e foi presidente do Banco Central sob o governo Lula, entre 1º de janeiro de 2003 e 1º de janeiro de 2011. Antes disso, o atual ministro da Fazenda, que volta ao poder sob o governo Temer após ter sido dispensado por Dilma em 2010, também atuou por 12 anos como presidente do BankBoston nos EUA. Já o atual presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, nomeado por Temer em 16 de maio, tem dupla cidadania Brasil-Israel e foi economista-chefe do Itaú, maior banco privado do Brasil. Segundo o artigo, Goldfajn “tem laços estreitos tanto com o FMI [Fundo Monetário Internacional] quanto com o Banco Mundial”.

“Goldfajn já havia trabalhado no Banco Central sob Armínio Fraga, bem como sob Henrique Meirelles. Ele tem estreitos laços pessoais com o prof. Stanley Fischer, atualmente vice-presidente do Federal Reserve dos EUA [além de ex-vice-diretor do FMI e ex-presidente do Banco Central de Israel]. Desnecessário dizer que a nomeação de Golfajn ao Banco Central foi aprovada pelo FMI, pelo Tesouro dos EUA, por Wall Street e pelo Federal Reserve dos EUA”, afirma o artigo.

Fraga, por sua vez, atuou como presidente do Banco Central entre 4 de março de 1999 e 1º de janeiro de 2003.  Ele foi diretor de fundos de cobertura (hedge funds) por seis anos na Soros Fund Management (associada ao magnata George Soros), e também tem dupla cidadania Brasil-EUA.

“O sistema monetário do Brasil sob o real é fortemente dolarizado. Operações da dívida interna são conducentes a uma dívida externa crescente. Wall Street tem o objetivo de manter o Brasil em uma camisa de força monetária”, explica o professor canadense.

A única chance que o povo brasileiro tem de acabar com este golpe de não dar continuidade ao Governo Temer é elegendo em Outubro a chapa Lula, Hadadd e Manuela porque os outros candidatos como Alckmin e Bolsonaro vão dar continuidade ao plano de governo do Temer retirando direitos trabalhistas e aprovando a reforma da presidência ano que vem e aumentando ainda mais o desemprego no Brasil.        

Nenhum comentário:

Postar um comentário

REVISTA & CONSPIRAÇÃO : NÓS SOMOS MAIS DE 50 MILHÕES DE PRESOS POLÍTICOS J...

REVISTA & CONSPIRAÇÃO : NÓS SOMOS MAIS DE 50 MILHÕES DE PRESOS POLÍTICOS J... : Como disse a Senadora Gleisi Hoffmann Presidente do PT e...