segunda-feira, 1 de outubro de 2018

FOI A MAIOR MANIFESTAÇÃO DE MULHERES DA HISTÓRIA DO BRASIL PARABÉNS













Eu nunca vi uma manifestação desta proporção de mulheres contra um candidato a presidência e acho que isto nunca aconteceu na história do Brasil.

O dia de ontem foi histórico tivemos o maior protesto da história do Brasil contra um candidato a presidência e Bolsonaro pode esperar a mulherada vai te derrotar.

Foi épico mesmo porque nunca antes na história do Brasil tivemos um protesto desta proporção contra um candidato a presidência da república e foi ele mesmo com suas declarações racistas, machistas e violêntas que provocaram a ira de milhões de mulheres no Brasil.

As vítimas das fake news todas tem algo em comum são todas contra Bolsonaro e são os seguidores dele que publicam isto e neste fim de semana tivemos o maior protesto de mulheres da história do Brasil contra um candidato racista, machista homofobico e desumano que apoia ditadores e torturadores publicamente.

O Lula já disse as três palavras mágicas votem em Haddad e o Ciro Gomes precisa ir num psicólogo e apoiar o PT ainda no primeiro turno.

A missão dele era afastar Lula há qualquer custo das eleições mas o ex presidente Lula falou três palavras mágicas... Votem em Haddad e acabou com toda a conspiração.

Apoiar Bolsonaro é suicídio jornalístico, político e religioso isto é fato provado.
O professor Haddad é muito superior intelectualmente ao Bolsonaro e moralmente nem se fala depois dos protestos de ontem.

Neste fim de semana tivemos o maior protesto de mulheres na história do Brasil contra um candidato racista, fascista, homofobico e desumano que apoia ditadores e torturadores publicamente.

MENSAGEM PARA A REDE GLOBO

Meu caro Tadeu Schmidt porque vocês do fantástico não somam o número de manifestantes contra e a favor de Bolsonaro já que todos os quarteis das polícias militares não fizeram isto para não prejudicar o Bolsonaro já que o número de manifestantes contra…

Porque vocês da Globo não somam o número de manifestantes contra e a favor de Bolsonaro para ver a diferença porque parece que os quartéis das polícias militares do Brasil não informaram isto para não prejudicar o Bolsonaro porque a diferença foi imensa e a imensa maioria do povo é contra ele e suas ideias estúpidas, racistas e desumanas.


MENSAGEM PARA A REDE RECORD
O Edir Macedo se apoiar Bolsonaro vai receber de brinde o repúdio de milhões de mulheres brasileiras porque ele é machista, racista, homofobico e desumano porque apoia publicamente ditadores e torturadores.

Estou fazendo um trabalho baseado no que venho observando e depois eu vou criar um tópico enumerando todos os aspectos que provam que este Juiz esta trabalhando para o Governo dos EUA e atacando setores estratégicos da nossa Economia e Soberania e ligando tudo que esta acontecendo ao projeto do Submarino Nuclear brasileiro a Base de Alcântara o Projeto do Foguete lançador de Satélites, a entrega das reservas do Pré Sal, a compra dos caças da Suécia, a industria naval, a industria da construção civil, as reservas de do Nióbio, o Aquífero Guarani, dezenas de milhões de desempregados.

A PF e a República de Curitiba com seu Rei Sérgio Moro já destruíram a Industria da Construção Civil, a Petrobras, a Industria Naval, a EMBRAER, a Industria Frigorifica, grampearam ilegalmente o telefone da nossa ex presidente e entregaram para a Imprensa promover um Golpe de Estado que destruiu o Brasil e vai deixar mais de 20 milhões de desempregados...

Lawfare em português, 'guerra jurídica'), é o emprego de manobras jurídico-legais como substituto de força armada, visando alcançar determinados objetivos de política externa ou de segurança nacional e tem a finalidade de causar danos a um adversário político de modo que este não possa perseguir objetivos, tais como concorrer a uma função pública no caso do Brasil esta sendo aplicada contra o Ex Presidente Lula por setores da mídia e da Justiça partidarizados com seus adversários políticos e como objetivo as eleições de 2018 Lawfare são basicamente instrumentos jurídicos para fins de perseguição política, destruição de imagem pública e inabilitação de um adversário político.


Manipulação do sistema legal, com aparência de legalidade, para fins políticos.

Abuso do direito para danificar e deslegitimar um adversário;

Promoção de ações judiciais para descredibilizar o oponente.

Tentativa de influenciar opinião pública: utilização da lei para obter publicidade negativa.

Judicialização da política: a lei como instrumento para conectar meios e fins políticos.

Promoção de desilusão popular.


Existe uma perseguição Judicial de setores partidarizados da Justiça foi o que um especialista de Havard disse e eu concordo com ele e se existe uma corregedoria para Procuradores e Juizes eles tem a obrigação de apurar quais Delegados Juizes e Promotores são partidarizados e porque eles foram escolhidos para investigar um adversário político deles o nosso Ex Presidente Lula que é vítima de perseguição judicial e da grande mídia que também o considera um adversário político porque esta mídia também esta partidarizada e por isto não tem ética e é sempre parcial.  


De acordo com o advogado, a estratégia, batizada internacionalmente como "lawfare", uma espécie de "arma de guerra", em que é eleito um inimigo e a lei passa a ser usada ou manipulada contra aquele definido como tal. prevê, entre outras práticas, a "manipulação do sistema legal", a "promoção da desilusão popular" e a "acusação das ações dos inimigos como imorais e ilegais"-- técnicas que, segundo Zanin, estariam sendo empregadas contra Lula e a família.

As operações de guerra psicológica implicam propaganda e divulgação, ou seja, campanha através da mídia, junto às diversas organizações estudantis, sindicatos, outros grupos profissionais e culturais, bem como junto aos partidos políticos, sem que a procedência das informações possa ser atribuída ao governo americano. Ela é efetivada, muitas vezes, por agentes da CIA, estacionados na Embaixada Americana como diplomatas, ou homens de negócios, estudantes ou aposentados, enquanto as operações paramilitares consistem na infiltração em áreas proibidas, sabotagem, guerra econômica, apoio aéreo e marítimo, financiamentos de candidatos nas eleições, suborno, assassinatos (executive actions) pela Division D, dentro do projeto conhecido como ZR/RIFLE[8], treinamento e manutenção de pequenos exércitos (covert actions) etc[9]. Essas operações tipificam a técnica do golpe de Estado, que a CIA desenvolveu e aplicou no Brasil e em diversos países da América Latina, nos anos 60 e 70 do século XX, radicalizando, artificialmente, as lutas sociais, até ao ponto de provocar o desequilíbrio político e desestabilizar governos (spoling actions), que não se submetiam às diretrizes estratégicas dos Estados Unidos.


 Uma interessante conexão entre os irmãos Koch, o Charles Koch Institute, os “Estudantes pela Liberdade” e o “Movimento Brasil Livre”, um dos principais promotores dos protestos contra o governo brasileiro foi apontada por jornalistas brasileiros, inclusive na CartaCapital e possível que se estenda a outras entidades, como sugere, por exemplo, o currículo de Fabio Ostermann, cofundador dos “Estudantes pela Liberdade”, diretor do libertarian Instituto Ordem Livre, “mentor intelectual do Movimento Brasil Livre” segundo a revista Veja e com cargos em organizações como o Instituto Liberal e o Instituto Liberdade.


Seria tolo supor que manifestantes ou eleitores são pagos em massa, mas faz diferença permitir a um punhado de jovens politicamente ambiciosos dedicar-se em tempo integral a uma agenda, assim como o patrocínio de veículos e jornalistas simpáticos às suas causas.

Embora o petróleo esteja na raiz das fortunas dos Koch e motive sua campanha contra ambientalistas e climatologistas que alertam sobre o aquecimento global, não é obrigatório supor que seu principal interesse no Brasil seja a privatização da Petrobras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A INTELIGÊNCIA DE HADDAD X O NAZISMO DE BOLSONARO

O Fascismo é um regime totalitário baseado num partido único, a característica fundamental do fascis...